J

James Dean por Ele Mesmo

Como um xamã ou como um louco criador de rock, James Dean é um vórtice atraindo os outros por meio de sua dança desenfreada em busca da sábia alegria de ser. Rimbaud foi um poeta visionário do século XIX, Dean foi um ator mediúnico, expressou-se através da arte do seu tempo: o cinema. Na vida e nos filmes ele é vítima e herói. Compreender filosoficamente o enigma James Dean é compreender a nossa própria problemática existencial. A morte de James Dean completou a sua invenção de si mesmo.

editora: Martin Claret
ano: 1994
páginas: 159

Price: R$5,00

Shipping: R$5,00

Janis Joplin por Ela Mesma

Janis Joplin, com um pouco mais de dezessete anos, já cantava em bares de beira de estrada em troca de bebida ou droga. Rebelde e atormentada, cantou com o mesmo fervor a violência do rock e o desespero do blues. Consagrada após o festival de Monterey, em 1967, tornou-se uma superestrela do rock mundial. Seu primeiro disco, Cheap Thrills, vendeu um milhão de cópias. Foi a única cantora branca capaz de cantar blues com tanto sentimento e garra.

autor: Atanásio Cosme
editora: Martin Claret
ano: 1990
páginas: 158

Price: R$9,90

Shipping: R$5,00

Jardim das Emoções Musa Demente

autor: Hildo Rangel
editora: Puc
ano: 1994
páginas: 177

Price: R$10,00

Shipping: R$5,00

Jimi Hendrix por Ele Mesmo

Jimi Hendrix era da linhagem de heróis domadores de trovões. Astrologicamente nasceu sagitário, duplamente híbrido: arqueiro e cavalo. Duplamente anjo e demônio. Instintivo e primitivo. Sua mente poderosa era pura intuição. Jimi Hendrix começou revolucionando a guitarra. Para ele, sua fiel Fender era um instrumento sem passado, sem código preciso de interpretação. Ele tocava com todo seu corpo e com o corpo da guitarra. Jimi Hendrix era século XXI e XXII.

autor: Luiz Martins
editora: Martin Claret
ano: 1998

Price: R$7,00

Shipping: R$5,00